Nossa História (5)_edited.png
ocoleginho.png

Blog

ENTRE O PRESENTE E O PASSADO: A História sob o olhar da Arqueologia. 2ª Série do EM



O presente projeto, desenvolvido pela 2ª Série do Ensino Médio da Escola Sagrada Família, visa a estabelecer as conexões entre o passado e o presente por meio do olhar arqueológico sobre as construções humanas. A Arqueologia é uma ciência que objetiva compreender as sociedades humanas a partir da cultura material dessas sociedades. O arqueólogo, ao realizar sua análise, leva em consideração os artefatos materiais, os biofatos (fragmentos de plantas e animais) e os ecofatos (fragmentos ambientais). Essas três categorias constituem a cultura material, entendida como a totalidade de elementos construídos e apropriados pelos seres humanos. Em seu trabalho, é fundamental analisar o que é produzido pelos seres humanos considerando o entorno físico.



SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS O que chamamos de sítio arqueológico é um local onde se encontram vestígios materiais de ocupação humana, seja esta antiga ou recente. Contudo, não é qualquer lugar com vestígios que são registrados como sítios arqueológicos, mas apenas aqueles que apresentam importância científica para compreensão da história da humanidade. São estes sítios arqueológicos os estudados pelos arqueólogos. As alunas e os alunos da 2ª Série do Ensino Médio realizaram, em forma de maquetes, cinco representações de importantes sítios arqueológicos ao redor do mundo como são hoje e como eram no passado! Vamos descobrir quais são?


As pirâmides de Gizé



As três mais famosas pirâmides do Egito são Quéops, Quéfren e Miquerinos, localizadas na cidade do Cairo. Foram construídas cerca de 2.700 anos a.C., desde o início do antigo reinado até perto do período ptolomaico. À época em que atingiram o seu apogeu, o período das pirâmides por excelência começou com a III dinastia e terminou na VI dinastia (2686-2345 a.C.).



Tenochtitlán

Capital do Império Asteca, Tenochtitlán foi, provavelmente, uma das maiores cidades do mundo no século XVI. Hoje ela está localizada no centro da Cidade do México. Estudos afirmam que havia na cidade entre 100 e 200 mil habitantes, sendo uma das maiores do mundo naquele momento. Segundo a lenda, a cidade teria sido construída por povos oriundos do norte do atual México, ocupando uma ilha existente no lago Texcoco.


Tikal

Foi uma das cidades mais importantes dos povos maias, localizada onde hoje é o norte da Guatemala. Viviam em Tikal cerca de 100 mil habitantes, sendo um dos maiores centros populacionais. As estruturas que existem em seu sítio arqueológico datam do período clássico maia, ocorrido entre 200 d.C. e 900 d.C


Pompeia

Era uma cidade do Império Romano, que foi destruída durante uma grande erupção do vulcão Vesúvio no ano 79 d.C., que provocou uma intensa chuva de cinzas que sepultou completamente a cidade. Em sua parte central, existia o Fórum, que concentrava a vida pública e administrativa da cidade. Essa parte da cidade foi redescoberta durante as escavações arqueológicas de 1813


Calakmul

Calakmul, sítio arqueológico localizado na Guatemala, era uma das maiores e mais poderosas cidades dos Maias. Na antiguidade, o núcleo da cidade era conhecido como Ox Te' Tuun. A História do período Clássico dos Maias (250 d.C. a 900 d.C) é dominada pela rivalidade entre Tikal e Calakmul, descrita como uma luta entre duas "super-potências" na região.




Organizador: Prof. Carlos Eduardo Nicolette


Realizadores: Beatriz Paes, Bruno Ferrante, Camila Souza, Caroline Carato, Eduardo Toneto, Gabriela Gardenal, Isabelle Vitória , João Kleber, Jorge Gabriel, Kauane Marcele , Letícia Alves , Lucas Camargo, Maria Eduarda, Mariana Garcia, Nicolas Rocha, Pedro Laureano, Pedro Trentino, Pedro Bonomo, Vítor dos Santos, Yasmin Júlia.


Referências:

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

Museu de Arqueologia e Etnologia da USP:

Artigo: “Uma breve história da Arqueologia no Brasil”


41 visualizações
Confira outras publicações: